Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Submarino alemão da 1ª Guerra Mundial aparece em praia francesa (VIDEO)

Graças aos movimentos de areia nessa praia francesa, ficaram visíveis os vestígios de um submarino alemão abandonado pela sua tripulação há 101 anos.


Sputnik

Os restos do submarino alemão UC-61, que datam da época da Primeira Guerra Mundial, foram detectados na praia nos arredores da cidade de Wissant, localizada na região de Nord-Pas-de-Calais, na França.


Casco enferrujado do submarino alemão UC-61 da Primeira Guerra Mundial que ficou preso na areia junto à costa francesa em 1917 reemerge 100 anos depois que a tripulação o abandonou para se render. O submarino foi inundado pelos homens a bordo em julho de 1917. Partes da embarcação têm aparecido na praia cada dois ou três anos
Conforme relatado pelo jornal La Voix du Nord, o submarino teve que ser abandonado na praia francesa por seus 26 tripulantes em 26 de julho de 1917. Passados 101 anos, duas grandes partes do submarino ficaram visíveis graças aos movimentos da areia, tornando-se uma atração turística.

O submarino UC-61 se dedicava a afundar navios aliados, principalmente britânicos e franceses. Em sua última viagem, o navio saiu da Bélgica e estava se dirigindo para as costas francesas para colocar minas, mas ficou encalhado na areia. Ao perceber as dificuldades, a tripulação o abandonou e se rendeu às autoridades francesas.

Atualmente, os vestígios do submarino atraem muitas pessoas. No entanto, não se sabe se o submarino se tornará ainda mais visível ou se será enterrado novamente pela areia.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas