Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Tanque indiano Arjun Mark1-A em testes

Versão Mark1-A terá melhor capacidade de disparo, mobilidade e menor peso


Forças Terrestres

O governo indiano confirmou que a DRDO (Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa) e o Exército Indiano estão realizando testes de desenvolvimento do Arjun Mark-1A atualizado, que agora vem com mais de 93 modificações feitas na primeira versão Arjun Mark1, que foi introduzida pela primeira vez de 2011 em unidades do Exército Indiano.

MBT Arjun Mk1

O Arjun Mark1-A é, na verdade, um trabalho anterior que foi idealizado para desenvolver a variante Mark2, que agora está passando por melhorias adicionais e redução de peso e deverá estar pronta para produção em alguns anos.

Após uma melhora considerável em sua blindagem e com várias modificações e melhoramentos, o peso do tanque atual subiu para 68 toneladas, de 58 toneladas da variante Mark1.

O Exército Indiano tardiamente exigiu até 3 toneladas de redução de peso em 2016. De acordo com estudos da DRDO que exigiram um casco reconfigurado para perder todo o peso extra que ele ganhou devido às exigências do Exército, uma considerável quantidade de tempo e testes foram necessários para recertificar o casco e a torre recém-reconfigurados.

O Ministério da Defesa (MOD) recomendou ao Exército Indiano a aceitar 118 unidades da variante Arjun Mark1-A, enquanto a DRDO continua a desenvolver a variante Mark2.

Para ampliar o desenvolvimento, o casco e a torre foram terceirizados para Reliance Infra em 2017 e a CVRDE já recebeu o primeiro casco e as torres da empresa antes do cronograma em 2018, que provavelmente serão usados no Arjun Mark1-A.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas