Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Urso 'se apodera' de submarino russo

Militares russos estão contaminando o Ártico, jogando lixo de submarino e, consequentemente, instigando famintos ursos polares. Esta é a mensagem divulgada pela mídia britânica com fotos em alta resolução.


Sputnik

Os protagonistas da história são um urso polar e um submarino da classe Delfin (Delta-IV, para a OTAN).


Ursos polares se aproximam do submarino nuclear USS Honolulu (2003)
CC0 / Chief Yeoman Alphonso Braggs, US-Navy / Polar bears near north pole

Originalmente, a história foi publicada pelo jornal Express e logo apareceu no Daily Mail. O autor do artigo do Express, Marco Giannangeli, afirmou que o submarino russo estava patrulhando o norte das ilhas norueguesas de Svalbard e Jan Mayen quando emergiu do gelo para jogar sacos de lixo.

"A tripulação não fazia ideia que tinha sido vista por um urso polar que foi até o convés do submarino em busca de mais sacos de lixo, enquanto 120 marinheiros da embarcação foram ordenados a permanecer debaixo do convés", escreveu Giannangeli, sem especificar de onde conseguiu tais informações.


A lone polar bear sits on the ice looking at the Russian Delta IV class submarine that is thought to have been patrolling north of the Norwegian islands of Svalbard and Jan Mayen


Este e outros detalhes da história, que graças à mídia britânica obteve um toque político, fizeram com que leitores duvidassem da veracidade. Por exemplo, o jornalista irlandês Ceimin Burke escreveu que "este artigo, do Daily Mail, trata-se de um incidente que ocorreu ao menos há nove anos. Simplesmente atuam como se fosse novo".

Visto que a Defesa russa ainda não comentou as fotos polêmicas britânicas, a Sputnik independentemente conseguiu encontrar provas de que a história contada por Giannangeli não é nada único. Este é um vídeo de 2009, e a foto principal do nosso artigo é de um incidente com um submarino estadunidense em Honolulu.

Em 2003, a mídia britânica não acusou marinheiros dos EUA de sujarem o planeta.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas