Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Argentina pode dar avião como parte de pagamento por gás natural da Bolívia

As mudanças no contrato de gás entre a Argentina e a Bolívia permitirão que Buenos Aires economize cerca de US$ 460 milhões, mas o acordo tem um detalhe curioso sobre o que acontecerá se a Argentina precisar de mais suprimentos.


Sputnik

A Bolívia concordou em exportar menos gás para seu vizinho da América do Sul durante um período de baixa demanda, o verão do país, aliviando a Argentina de pagar as penalidades incluídas em uma versão anterior do acordo. Segundo o acordo renovado assinado na última quinta-feira, a Argentina importará 11 milhões de metros cúbicos de gás por dia de janeiro a abril.


IA-63 Pampa II
CC BY-SA 4.0 / Esteban Vermaasen / Cruz del Sur (Argentine Air Force) LMAASA IA-63 Pampa II (AT-63) at Moron

Durante o período de maior consumo, a importação do país aumentará para 16 milhões em maio e outubro e para 18 milhões de junho a agosto.

No entanto, se Buenos Aires precisa de mais energia durante o período de maior demanda, ela ofereceu dar um avião como parte do acordo para pagar os custos, de acordo com o Ministério do Tesouro da Argentina.

O país entregará uma aeronave de treinamento de jato avançado Pampa 3 para a Bolívia se suas importações de gás excederem o limite acordado em 45 milhões de metros cúbicos durante os meses de inverno de maio a setembro.

O Secretário de Energia da Argentina, Gustavo Lopetegui, explicou que, graças à recente descoberta e desenvolvimento dos recursos próprios do país de gás natural, a produção doméstica aumentou significativamente, e o país teve excesso de oferta durante o período de verão.

A introdução desse fornecimento sazonal permite que a Argentina economize US$ 460 milhões em 2019-2020, segundo o funcionário.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas