Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Business Insider aponta 'verdadeiro motivo' de criação do torpedo subaquático russo Poseidon

O verdadeiro objetivo da criação dos torpedos russos Poseidon, que também são chamados de torpedos do "Dia do Juízo Final", é o colapso da OTAN, escreve o Business Insider com referência a especialistas.


Sputnik

O BI enfatiza que as armas nucleares, na maioria dos casos, podem destruir uma cidade, mas os recentes torpedos de fabricação russa poderão "acabar com a existência de um continente inteiro".


Sistema Polivalente Oceânico Poseidon
Poseidon © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

Segundo o portal de notícias, o Poseidon tem como propósito dissuadir Washington a responder a uma alegada agressão russa no futuro. Especialistas observam que a Rússia poderá usar os torpedos mesmo se estiver completamente destruída, portanto, "os EUA não vão querer expor suas águas costeiras à radiação de longo prazo provocada pelos torpedos subaquáticos".

Os especialistas acreditam que, como a Aliança não sairá em auxílio de um país aliado, a existência da OTAN como aliança militar acabará.

Na semana passada, a Rússia finalizou o estágio chave de teste do Poseidon. O presidente Vladimir Putin expressou o desejo de acompanhar pessoalmente o andamento dos trabalhos.

Putin também anunciou sua intenção de mudar o formato das reuniões militares e controlar pessoalmente o processo de criação de novos sistemas militares.

No entanto, os norte-americanos questionaram os perigos das novas armas, associando-as à "propaganda russa".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas