Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

De classe média e com alto nível de educação: o perfil dos terroristas do Sri Lanka

Polícia cingalesa identifica oito dos nove terroristas suicidas que cometeram os atentados de domingo
Macarena Vidal Liy | El País
Alto nível de educação, família de classe média ou média alta, com recursos econômicos próprios. Esse é o perfil dos nove terroristas suicidas que, segundo a polícia do Sri Lanka, lançaram os atentados de domingo em três hotéis de luxo e três igrejas, deixando pelo menos 359 mortos e mais de 500 feridos.

Pouco a pouco vão sendo conhecidos mais detalhe sobre como ocorreu o ataque terrorista mais sangrento da história do Sudeste Asiático. Para a polícia, já está comprovado o envolvimento de nove terroristas suicidas, entre eles uma mulher. As autoridades divulgaram os vídeos das câmeras de circuito fechado na paróquia de São Sebastião, em Negombo, nos arredores de Colombo, nos quais se vê o homem apontado como culpado pela explosão que matou, nessa igreja, pelo menos 110 pessoas. O vídeo mostra um jovem magro, de barba, carregando uma mochila grande e aparentem…

Caça de elite chinês J-16 recebe capacidade furtiva, afirma mídia

O Exército Popular de Libertação da China recentemente reportou uma nova atualização para o caça chinês J-16.


Sputnik

O caça bimotor de guerra eletrônica de dois lugares deve obter capacidades semelhantes a de um caça furtivo, o que poder permitir que a aeronave não seja detectada por radares, aumentando, assim, as chances de sobreviver além do alcance visual.


Imagem relacionada
Shenyang J-16 | Reprodução


Os caças surgiram com uma nova pintura, cinza-prateada, e com novas capacidades que o aproximam de um caça de quinta geração, principalmente graças às qualidades antirradar, assim como no caça de quinta geração J-20, conforme a revista Military Watch.

Ressaltando que o J-16 é derivado do caça Su-27 e entrou em serviço pela Força Aérea chinesa em 2013. A China conta também com caças J-20 e J-10C.

Após a atualização, a aeronave foi presenteada com diversas capacidades que a deixam muito próxima do J-10C de geração 4++ e o J-20 de quinta geração, além disso, ela pode ser baseada na estrutura do caça Su-35 russo, o que completaria suas camadas furtivas.

Com isso, a aeronave seria capaz de apoiar missões de longo alcance, servindo eficazmente como um complemento ao J-20 e J-10C, sendo possível utilizar o J-20 para conquistar a superioridade aérea, enquanto que o J-16 neutraliza as ameaças inimigas no solo e no mar, já o J-10C pode fornecer um apoio geral para ambos, caso seja necessário.

O J-16 é um caça que possui elevadas capacidades de combate e está previsto que seja a primeira plataforma de lançamento para os mísseis ar-ar PL-21/PL-XX. Vale observar que o J-16 já conta com o míssil ar-ar de longo alcance PL-15.

Além destas especificações, o J-16 deve contar com o empuxo vetorial, já testado no J-10 e configurado para desenvolver no J-11D, sendo outro caça de geração 4++.

Caso a aeronave J-16 seja capaz de transportar os mísseis PL-21/PL-XX, terá fundamental importância em futuras missões, podendo ser um diferencial contra alvos ocidentais, neutralizando cada um deles.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas