Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Caça de elite chinês J-16 recebe capacidade furtiva, afirma mídia

O Exército Popular de Libertação da China recentemente reportou uma nova atualização para o caça chinês J-16.


Sputnik

O caça bimotor de guerra eletrônica de dois lugares deve obter capacidades semelhantes a de um caça furtivo, o que poder permitir que a aeronave não seja detectada por radares, aumentando, assim, as chances de sobreviver além do alcance visual.


Imagem relacionada
Shenyang J-16 | Reprodução


Os caças surgiram com uma nova pintura, cinza-prateada, e com novas capacidades que o aproximam de um caça de quinta geração, principalmente graças às qualidades antirradar, assim como no caça de quinta geração J-20, conforme a revista Military Watch.

Ressaltando que o J-16 é derivado do caça Su-27 e entrou em serviço pela Força Aérea chinesa em 2013. A China conta também com caças J-20 e J-10C.

Após a atualização, a aeronave foi presenteada com diversas capacidades que a deixam muito próxima do J-10C de geração 4++ e o J-20 de quinta geração, além disso, ela pode ser baseada na estrutura do caça Su-35 russo, o que completaria suas camadas furtivas.

Com isso, a aeronave seria capaz de apoiar missões de longo alcance, servindo eficazmente como um complemento ao J-20 e J-10C, sendo possível utilizar o J-20 para conquistar a superioridade aérea, enquanto que o J-16 neutraliza as ameaças inimigas no solo e no mar, já o J-10C pode fornecer um apoio geral para ambos, caso seja necessário.

O J-16 é um caça que possui elevadas capacidades de combate e está previsto que seja a primeira plataforma de lançamento para os mísseis ar-ar PL-21/PL-XX. Vale observar que o J-16 já conta com o míssil ar-ar de longo alcance PL-15.

Além destas especificações, o J-16 deve contar com o empuxo vetorial, já testado no J-10 e configurado para desenvolver no J-11D, sendo outro caça de geração 4++.

Caso a aeronave J-16 seja capaz de transportar os mísseis PL-21/PL-XX, terá fundamental importância em futuras missões, podendo ser um diferencial contra alvos ocidentais, neutralizando cada um deles.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas