Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Caça russo Su-27 'afasta' F-15 americano e o faz 'retirar-se' (VÍDEO)

Um vídeo publicado na quinta-feira (31) mostra como um caça Su-27 da Força Aérea da Rússia intercepta um avião F-15 da OTAN forçando-o a se distanciar de um avião do governo russo nos céus sobre o Mar Báltico, segundo a legenda do vídeo.


Sputnik

Provavelmente o incidente teria ocorrido em junho de 2017, quando o caça dos EUA tentou seguir o avião do governo russo que prosseguia para a cidade de Kaliningrado. O Ministério da Defesa da Rússia e a OTAN ainda não comentaram este vídeo.


Resultado de imagem para interceptaçao de f-15 por su-27
Reprodução

O vídeo recém-publicado já provocou debates de usuários das redes. Alguns dizem que o jato da OTAN foi apanhado totalmente de surpresa, destacando que o Su-27 parece um gato pulando em um rato.

Ao mesmo tempo, outro usuário escreveu que de fato não houve nenhuma agressividade por parte do Su-27, apenas medidas de precaução para segurança do avião governamental. E também não foram raras as perguntas sobre o que estão buscando os caças americanos no Báltico, a cerca de 9.000 quilômetros dos EUA.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas