Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Canadá anuncia ajuda econômica à Venezuela em reunião do Grupo de Lima

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou nesta segunda-feira que seu país proporcionará 53 milhões de dólares canadenses (cerca de US$ 39 milhões) de ajuda humanitária para os venezuelanos, em um discurso realizado durante a abertura da reunião de emergência do Grupo de Lima em Ottawa.


EFE

Otawa - A reunião de emergência do Grupo de Lima começou hoje com o objetivo de aumentar a pressão sobre o regime de Nicolás Maduro para que deixe o poder e consolide o apoio a Juan Guaidó, que em 23 de janeiro se proclamou presidente encarregado do país.


O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau. EFE/ Andre Pichette
O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau. EFE/ Andre Pichette

Na abertura da reunião, o primeiro-ministro do Canadá disse que "este é um momento crucial para o povo da Venezuela" e que "agora é o momento para a transição democrática" no país.

Durante a abertura da reunião, também foi projetada uma mensagem em vídeo de Guaidó, na qual afirmou que a Venezuela "está perto de conseguir a volta da liberdade" e que é necessário que a comunidade internacional mantenha a pressão sobre o regime de Maduro.

Trudeau disse que Guaidó "mostrou grande coragem e convicção para seguir o caminho legal à democracia, como está estabelecido na Constituição venezuelana" e "deu esperança a inumeráveis pessoas no mundo todo".

O primeiro-ministro canadense acrescentou que "a Venezuela agora tem um presidente interino legítimo e um claro caminho constitucional para eleições livres e democráticas" e que a reunião do Grupo de Lima "dará uma oportunidade para discutir quais passos podem ser tomados para apoiar o processo democrático".

Também discursou o ministro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizio, que afirmou que o reconhecimento de Guaidó como presidente legítimo da Venezuela é "o começo do fim da ditadura".

A reunião de emergência do Grupo de Lima deve tratar nesta segunda-feira da atual situação política na Venezuela, medidas para ajudar economicamente o país assim como a crise humanitária e de refugiados.

Estão presentes na reunião os ministros das Relações Exteriores dos 14 países fundadores do Grupo de Lima exceto o México, que após a chegada à Presidência do país de Andrés Manuel López Obrador se distanciou do grupo na postura para a Venezuela.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Michael Pompeo, deve discursar via teleconferência desde Washington.

Também estão presentes representantes da União Europeia (UE), França, Alemanha, Holanda, Portugal, Espanha e Reino Unido, assim como Julio Borges, presidente do partido Primeiro Justiça da Venezuela e representante de Guaidó no Grupo de Lima.

Borges declarou à Agência Efe que espera que "todo o Grupo de Lima se some ao processo de ajuda humanitária e que se some com muita força em tudo o que tem a ver com o apoio a um processo eleitoral livre".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas