Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Colômbia tem 11 caças Kfir para enfrentar 20 Su-30 e F-16 venezuelanos

Informes indicam que a Força Aérea da Colômbia teria somente 11 caças Kfir C10 operacionais para enfrentar cerca de 20 caças Su-30 e F-16 da Venezuela, caso haja uma escalada da crise na fronteira entre os dois países.


Poder Aéreo

No final dos anos 80, o governo colombiano comprou 12 caças Kfir C2 e um Kfir TC2 de segunda mão operados pela Força Aérea de Israel (IAF), que foram recebidos entre abril de 1989 e 1990. Os aviões foram modernizados para o padrão C7, proporcionando-lhes a capacidade de reabastecimento e melhores sistemas aviônicos e armas, complementados pela compra de um Boeing 707 cisterna em novembro de 1991.

Caças Kfir C10 da Força Aérea Colombiana

As aeronaves Kfir são subordinadas ao Comando Aéreo de Combate Nº1 (CACOM 1) e foram utilizadas em missões de ataque durante as operações de contra-insurgência contra os guerrilheiros colombianos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), embora atualmente eles não sejam mais freqüentemente usados ​​em tais operações.

Em fevereiro de 2008, o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos viajou para Israel para fechar o contrato de aquisição de 13 aeronaves Kfir adicionais e a repotenciação de 11 existentes.

No final de 2009 e início de 2010 foi feita a entrega destas aeronaves, mais de metade dos quais estão no padrão modernizado Kfir C10 com os sistemas eletrônicos modernos que permitem o uso de mísseis BVR, bombas de precisão guiadas por GPS e mísseis ar-ar “all-aspect”.

Em 2012 e 2018, as aeronaves Kfir da FAC participaram do exercício internacional Red Flag nos EUA. Atualmente a Colômbia dispõe de 20 caças deste tipo, pois infelizmente acidentes ocorreram com algumas aeronaves. O IAI Kfir colombiano tem no seu armamento mísseis Rafael Python 5 e Derby, bem como a bomba Spice 1000.

Radares AESA

A Força Aérea Colombiana (FAC) confirmou em outubro de 2017 que equipou seus caças-bombardeiros IAI Kfir com radares AESA (Active Electronically Scanned Array) IAI Elta EL/M-2052. O radar tem capacidades ar-ar, ar-superfície e BVR (Beyond Visual Range) e foi incorporado à frota de IAI Kfir C10 da FAC.

Um total de nove equipamentos do tipo foi adquirido em dois lotes, e parte deles foi instalada nos jatos Kfir, que foram provados intensamente em exercícios da FAC com excelentes resultados.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas