Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Deputado oposicionista da Venezuela pede 'força' contra Maduro

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, pediu à comunidade internacional que considere "todas as opções" para resolver a crise da Venezuela, uma dramática escalada na retórica que ecoa comentários do governo Trump insinuando o possível envolvimento militar dos EUA.


Sputnik

Um íntimo aliado de Guaidó seguiu uma linha similar. Julio Borges, o exilado líder do Congresso que é embaixador de Guaidó no Grupo de Lima, foi ainda mais explícito ao pedir uma opção militar. "Vamos exigir uma escalada da pressão diplomática e o uso da força contra a ditadura de Nicolás Maduro", disse Borges neste domingo (24).


Nicolás Maduro, presidente da Venezuela (foto de arquivo)
Nicolás Maduro © Sputnik / Sergei Guneev

Na segunda-feira (25), o Grupo de Lima irá se reunir para discutir a crise na Venezuela. O evento contará com a presença do vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão (PRTB), e tem uma postura crítica em relação a Maduro.

Ainda durante o evento, Guaidó irá encontrar o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo — que já chegou a afirmar que os dias de Maduro "estão contados".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas