Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Divulgadas FOTOS de caça dos EUA F/A-18 com pintura de avião russo Su-30

As imagens mostram um avião F/A-18C Hornet do Centro de Desenvolvimento da Aviação Naval de Combate (NAWDC) voando com pintura que imita um caça Su-30 da Federação da Rússia.


Sputnik

As fotos, tiradas pela revista Scramble na quinta-feira (7), mostram o voo de treinamento de um avião americano na Estação Aérea Naval Fallon, no estado americano de Nevada.


A imagem pode conter: avião
F/A-18 Hornet | Reprodução

A postagem no Facebook é acompanhada por várias fotos do avião F/A-18 pintado com o esquema de cores do caça russo Su-30 e uma foto do Su-30 russo.

Não é a primeira vez que é divulgada a informação que alguns aviões dos EUA usam pinturas de aviões militares russos.


Nenhuma descrição de foto disponível.
F/A-18 Hornet | Reprodução

Em janeiro, o comandante da 57ª Ala da Força Aérea dos EUA, Robert Novotny, confirmou que caças F-16C do 64º esquadrão de treinamento na base aérea de Nellis, no estado de Nevada, serão pintados com a camuflagem digital do caça russo de quinta geração Su-57.

Os aviões "inimigos" visam tornar os treinamentos dos pilotos norte-americanos mais realistas. A Força Aérea dos EUA tem uma longa história de pintar seus aviões para simular aviões russos, chineses, iranianos e de outros países.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas