Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Encontrados destroços do 1º navio que Japão perdeu na Segunda Guerra Mundial

Os destroços do Hiei, navio de linha japonês de classe Kongo, afundado pelos EUA durante a Segunda Guerra Mundial, foram descobertos no oceano Pacífico, perto das Ilhas Salomão, de acordo com o The Japan Times.


Sputnik

A embarcação, afundada em 14 de novembro de 1942, foi encontrada pelos tripulantes do navio de investigação RV Petrel. Segundo escreveu a equipe de investigações em sua conta no Facebook, um dia antes daquela data, em 13 de novembro, o Hiei "foi atingido por um projétil" disparado pelo cruzador USS San Francisco, que "desativou o sistema de direção". 


A imagem pode conter: céu, atividades ao ar livre e água
Hiei | Reprodução

Durante as 24 horas seguintes, acrescentou a equipe, o navio foi atacado por múltiplos torpedos e bombardeiros B-17.


A imagem pode conter: noite e atividades ao ar livre
Hiei | Reprodução

"O Hiei se afundou em algum momento da madrugada, ao ter perdido 188 membros de sua tripulação. O Hiei se encontra virado para baixo a uma profundidade de mais de 900 metros ao noroeste da ilha de Savo". 


A imagem pode conter: noite e atividades ao ar livre
Hiei | Reprodução

O RV Petrel publicou também imagens dos destroços do navio afundado. Trata-se da primeira embarcação que o Japão perdeu durante a guerra, segundo a edição. Especialistas encontraram sua parte traseira, de 150 metros de largura, porém, a proa da embarcação ainda não foi encontrada.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas