Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Índia dá detalhes de como um MiG-21 teria abatido F-16 paquistanês

A Índia continua divulgando a informação de que um MiG-21 Bison abateu hoje um F-16 paquistanês sobre a Caxemira.


Poder Aéreo

Um comunicado de imprensa oficial indiano há poucas horas diz que um MiG-21 foi abatido e um F-16 do Paquistão também. Completa dizendo que 5 jatos MiG-21 foram acionados para interceptação e que apenas um não retornou à base.

MiG-21 Bison

O mesmo piloto de MiG-21 que foi abatido sobre o espaço aéreo paquistanês teria engajado e derrubado o F-16, que caiu no lado paquistanês e o piloto foi visto ejetando. Mas até agora não há imagens do F-16 abatido e o Paquistão nega que o tipo tenha realizado missões hoje. A Força Aérea Paquistanesa informou mais cedo que teria empregado caças JF-17.

Fontes indianas dizem que o piloto do MiG-21 pode ter sido abatido por SAM, mas não está confirmado.

Um vídeo divulgado no Twitter mostra destroços do MiG-21 com muitas perfurações na fuselagem, o que indica explosão de ogiva de fragmentação de míssil.

Segundo os indianos, o MiG-21 usou um míssil R-73 para abater o caça paquistanês em um encontro frontal (merge).

E quando o piloto do MiG-21 desengajou, ele estava em alta altitude, o que o levou ao alcance de um SAM que o derrubou.

As informações teriam sido obtidas da análise do rastreio de radar e debriefing das tripulações de voo.

De qualquer forma, o Paquistão precisa confirmar se perdeu mesmo um caça, e se o modelo era F-16 ou um JF-17.

O abate tanto de um como de outro não é uma boa notícia para os fabricantes, pois o Paquistão está exportando o JF-17 e a Lockheed Martin está tentando vender o F-16 para a Índia rebatizado como F-21.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas