Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Israel inicia construção de novo muro na fronteira com Faixa de Gaza

Israel começou a construção da nova "barreira terrestre" ao longo da fronteira com a Faixa de Gaza para se defender da penetração de "terroristas" palestinos, comunicou o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.


Sputnik

O jornal local Jerusalem Post escreve que o muro de concreto de 6 metros de altura substituirá a vedação de rede de metal, que se mostrou vulnerável durante as tentativas regulares de ruptura.


Resultado de imagem para muro faixa de gaza
Muro israelense na Faixa de Gaza | Reprodução

"No fim de semana começamos a construir a barreira terrestre ao longo da fronteira com a Faixa de Gaza. Ela impedirá os terroristas de penetrar no nosso território a partir de Gaza por via terrestre", disse Netanyahu no encontro de ministros no domingo (3).

Segundo o jornal, apenas no domingo os policiais detiveram, no lado israelense, cinco habitantes do enclave palestino. Estes fogem frequentemente para Israel em busca de trabalho.

Além disso, o ministro advertiu o movimento Hamas, que está no poder na Faixa de Gaza, de tentativas de escalação da situação na fronteira.

"Se a situação na Faixa de Gaza não se mantiver calma, nós tomaremos decisões mesmo no período pré-eleitoral e atuaremos sem demora", declarou Netanyahu.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas