Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

MRE russo: segurança de Israel é importante, mas seus ataques na Síria são ilegítimos

A segurança de Israel é uma questão primordial para a Rússia, mas os ataques da Força Aérea israelense contra o território sírio são ilegítimos e infundados, declarou aos jornalistas o vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov.


Sputnik

"Para nós, a segurança de Israel é primordial. Tendo dito isso, eu não considero que os ataques ilegais de Israel contra alvos no território da Síria, inclusive alvos ligados ao Irã, sejam legítimos e possam ser justificados", disse.


Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Ministério das Relações Exteriores da Rússia © Sputnik / Maksim Blinov

"Nós os condenamos, eles [ataques] são ilegítimos. Mas isso não significa que nós não devemos nos preocupar com a segurança de Israel", sublinhou o vice-chanceler, acrescentando que uma declaração semelhante feita ao canal CNN foi "maliciosamente deturpada por vários meios de comunicação".

Em 21 de janeiro, a Força Aérea de Israel lançou três ataques aéreos em território sírio, bombardeando regiões no oeste, sudoeste e sul.

A agência de notícias oficial da Síria SANA informou que a defesa antiaérea conseguiu interceptar e destruir a maioria dos mísseis antes que atingissem seus objetivos.

Em seguida, o representante permanente da Síria nas Nações Unidas disse que Damasco pode responder ao ataque aéreo de Israel que atingiu a capital síria com um ataque ao aeroporto de Tel Aviv.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas