Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Novíssimo navio não tripulado da China seria aviso para EUA? (VIDEO)

A empresa de construção naval China Shipbuilding, junto com a Offshore International Company, apresentou na exposição internacional de defesa IDEX 2019 em Abu Dhabi um modelo do seu navio de ataque não tripulado JARI USV.


Sputnik

A embarcação é capaz de atingir velocidades de até 42 nós (78 km/h), tendo autonomia de até 500 milhas náuticas, de acordo com o portal Defence News.


JARI USV | Reprodução

O navio não tripulado de 15 metros de comprimento pesa 20 toneladas. O JARI USV pode ser usado para cumprir tanto tarefas antiaéreas, como antissubmarino.

O navio está dotado de um sensor eletro-óptico na parte superior da estrutura, radar de matriz faseada e sonar. Além disso, a embarcação possui oito células de lançamento vertical, lançadores de torpedos e de mísseis e uma metralhadora.

De acordo com a edição, o JARI USV pode representar uma resposta da China às tentativas contínuas da Marinha dos EUA de aplicar tecnologias não tripuladas para combate à superfície e debaixo d’água em zonas de difícil acesso, tais como no mar do Sul da China.

No vídeo dedicado ao robô naval, o JARI USV ataca um navio semelhante às embarcações norte-americanas LCS.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas