Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Primeira mulher-comandante de grupo de caças dos EUA é demitida 15 dias após sua nomeação

A capitã Zoe Kotnik, a primeira mulher-comandante do grupo de caças de demonstração F-16 Viper da Força Área dos EUA, foi removida do comando apenas duas semanas após a sua nomeação, informa o Air Force Times.


Sputnik

De acordo com a edição, Kotnik foi dispensada de suas funções em 11 de fevereiro "devido à perda de confiança em sua capacidade de liderar e comandar a equipe de demonstração F-16 Viper do Comando de Combate Aéreo".


Zoe Kotnik, a primeira mulher-comandante do grupo de caças de demonstração F-16 Viper da Força Área dos EUA
Zoe Kotnik © Foto: Facebook/F-16 Viper Demo Tea

Não foi esclarecido qual foi exatamente o motivo de sua remoção do comando, mas na página de Facebook da Shaw Air Force Base, o coronel Derek O'Malley, comandante da 20ª Asa de Aviões de Combate, explicou que a decisão foi tomada devido a erros de Kotnik e ao desejo de lhe dar a oportunidade de aprender com eles sem estar sob o escrutínio do público.

O coronel disse que "todas as pessoas podem cometer erros", incluindo a capitã Kotnik, e que esta é "uma chance de aprender com eles sem estar sob o escrutínio público". "Este será um momento difícil para a capitã Kotnik, mas ela está com seus companheiros da Asa, que a vão ajudar a cada passo do caminho", afirmou.

O'Malley adicionou que ter a primeira mulher no grupo de caças F-16 Viper foi emocionante e tem orgulho de servir com outras mulheres da Força Aérea dos EUA. O grupo Viper demonstra as capacidades dos caças F-16 participando de vários shows aéreos e executando complexos manobras acrobáticas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas