Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

República Centro-Africana: Governo e 14 grupos armados assinam acordo de paz

Subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz garante mobilização da ONU para implementação do acordo; processo também foi mediado pela União Africana.


ONU

Após 10 dias de negociações em Cartum, no Sudão, o governo da República Centro-Africana, RCA, e 14 grupos armados assinaram um acordo de paz.


Jean Pierre Lacroix e Smail Chergui felicitaram o governo da República Centro-Africana e as outras partes pelo acordo de paz alcançado | Foto Minusca

O entendimento foi formalizado este sábado, anunciou a Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, na sua conta no Twitter. Um acordo tornado possível sob a “Iniciativa Africana para a Paz e Reconciliação na República Centro-Africana” liderada pela União Africana, UA, com o apoio das Nações Unidas.

Negociações

O subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix, afirmou, através da sua conta de Twitter, que a ONU se vai “mobilizar para apoiar a implementação do acordo de paz", após o anúncio da conclusão do acordo de paz na capital sudanesa.

Já o comissário da UA para Paz e Segurança, citado pela Minusca no Twitter afirmou que “este é um grande dia para todas as pessoas da República Centro-Africana."

O alto funcionário da UA pediu a todos centro-africanos que apoiem este acordo que, segundo ele, permitirá ao "povo da República Centro-Africana embarcar no caminho da reconciliação, concórdia e desenvolvimento.

Facilitador das negociações de Cartum, Chergui disse ter ficado muito satisfeito ao ver as partes a entrar em diálogo direto pela primeira vez "num espírito sereno e responsável.”

Após a conclusão do acordo de paz no sábado, o Comissário da UA salientou a cooperação exemplar das partes presentes nas conversações.

O chefe da delegação do governo da RCA para as negociações de Cartum, Firmin Ngrebad, explicou que estava determinado "a trabalhar com o chefe de Estado e o seu governo para implementar as respostas às preocupações dos irmãos que pegaram em armas.”

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas