Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Rússia aprova crédito milionário a Cuba para compra de equipamento militar

A Rússia concederá a Cuba um crédito no valor de € 38 milhões (R$ 139 milhões) para a compra de equipamento militar.


Sputnik

O contrato correspondente já foi assinado e passou por todos os procedimentos necessários, de acordo com o diretor do Serviço Federal para a Cooperação Técnico-Militar, Dmitry Shugaev.


Tanque russo T-90S (foto de arquivo)
Tanque T-90 russo © Sputnik / Aleksei Vladykin

"O contrato de crédito foi assinado e já passou pelos procedimentos governamentais do lado russo", apontou Shugaev em entrevista ao jornal Kommersant, quando perguntado sobre o estatuto do crédito, "que deve ser utilizado para a compra de equipamento militar russo".

O chefe do serviço recordou que o acordo de colaboração técnico-militar entre a Rússia e Cuba existe desde 2006.

"Agora a colaboração está sendo realizada no âmbito do programa da assim chamada cooperação tecnológica. Esta prevê, em primeiro lugar, projetos de desenvolvimento do setor da defesa de Cuba", detalhou.

Dmitry Shugaev indicou também que a colaboração proporciona a Cuba a possibilidade de desenvolver seu complexo militar e industrial a longo prazo. Ele frisou que os recursos financeiros no âmbito do crédito serão destinados precisamente a desenvolver a colaboração tecnológica e prestar apoio tecnológico ao lado cubano.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas