Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Rússia está criando um novíssimo canhão para plataforma Armata

A Rússia está desenvolvendo um novo canhão para o tanque sobre plataforma pesada Armata, de acordo com uma compilação temática do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

Segundo os dados apresentados, o armamento dos tanques domésticos foi baseado no canhão de 125 mm de cano liso.


Tanque T-14 que utiliza a plataforma Armata (foto do arquivo)
T-14 Armata © Sputnik / Vladimir Astapkovitch

"Ao longo dos últimos 40 anos, este produto passou por várias mudanças durante sua modernização que visavam melhorar suas características táticas e técnicas. Atualmente, está em curso o desenvolvimento de um canhão de alta energia para o tanque promissor Armata", diz um artigo escrito por funcionários do Ministério da Defesa da Rússia.

Armata é uma Plataforma Universal de Combate, um protótipo russo de tecnologia avançada para o projeto da próxima geração de veículos militares pesados. A plataforma Armata pode vir a ser a base para novos projetos de veículos de combate principais russos para infantaria e de um lançador de foguetes pesado.

Um dos representantes mais famosos desta plataforma é o tanque T-14, o único tanque do mundo de terceira geração do pós-guerra que não tem análogos no estrangeiro. O T-14 é apenas um dos veículos com base na plataforma Armata. A plataforma em si é universal e pode ser facilmente adaptada a diferentes sistemas de armamento.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas