Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Satélite teria captado 2º lançamento do programa espacial iraniano

Recentemente, o presidente iraniano, Hassan Rouhani, afirmou que dois satélites de fabricação nacional seriam lançados "nos próximos dias".


Sputnik

Vale destacar que os EUA consideram o lançamento iraniano uma violação da resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas referente ao programa nuclear iraniano.


Imagem do satélite fornecida pela DigitalGlobe mostra foguete em base de lançamento no Centro Espacial de Imam Khomeini, no Irã
Imagem do satélite fornecida pela DigitalGlobe mostra foguete em base de lançamento no Centro Espacial de Imam Khomeini, no Irã © AP PHOTO / DIGITALGLOBE, A MAXAR COMPANY

Imagens captadas por um satélite sugerem que o Irã teria tentado um segundo lançamento de seu satélite, mesmo com a desaprovação dos EUA, que acreditam que o programa espacial iraniano esteja ajudando no desenvolvimento de mísseis balísticos do país, conforme informa o The Time of Israel.

Além disso, o jornal informou que as imagens publicadas pela empresa do Colorado, DigitalGlobe, mostra um foguete no Centro Espacial de Imam Khomeini, na província de Semnan.

As imagens sugerem a utilização de um foguete Safir, ou "embaixador" durante o lançamento. Nas imagens é possível observar o foguete que parece estar sendo lançado.

Anteriormente, o Irã tentou lançar o satélite Payam, contudo, a missão falhou devido a uma falha no terceiro estágio de lançamento do foguete, não conseguindo obter o impulso necessário para chegar à órbita.

Logo após o fracasso do lançamento, Rouhani citou que o país tentaria lançar um novo satélite nos próximos meses, seguindo o seu programa espacial.

O Irã garante que os lançamentos não violam as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e enfatiza que isso faz parte da exploração do programa espacial do país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas