Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Evo: 'agressão armada' dos EUA contra Venezuela falhou

O presidente da Bolívia, Evo Morales, saudou o povo venezuelano por sua postura diante de uma suposta tentativa frustrada de intervenção externa, por parte dos Estados Unidos.


Sputnik

De acordo com o líder boliviano, a tentativa norte-americana de levar ajuda humanitária forçada à Venezuela, no final do mês passado, seria, na verdade, um plano de investida contra o governo do presidente Nicolás Maduro, ideia compartilhada pelo mesmo.


O presidente da Bolívia, Evo Morales, com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro (arquivo)
Evo Morales e Nicolás Maduro © REUTERS / David Mercado

"​A realidade e atitude digna do povo da Venezuela mostra o fracasso do engano intervencionista de Trump, que tentou usar governos irmãos para a sua chamada ajuda humanitária que, na realidade, escondia uma agressão armada. A paz da Venezuela é a paz da região", afirmou Morales.

No último dia 23, o governo venezuelano impediu a concretização de uma ideia de Washington de levar ajuda humanitária americana e brasileira ao território da Venezuela através das fronteiras do Brasil e da Colômbia. Para Caracas, a medida não passaria de uma estratégia para desestabilizar a administração Maduro e promover uma mudança forçada no executivo da República Bolivariana, em favor do oposicionista Juan Guaidó.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas