Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Fonte: Visita de equipe militar russa a Caracas não está vinculada a ameaça de intervenção

"A visita de militares russos à Venezuela não está de forma alguma ligada às declarações dos Estados Unidos sobre possíveis intervenções na Venezuela", disse uma fonte diplomática em Caracas à Sputnik nesta segunda-feira.


Sputnik

Aviões com tropas militares russas chegaram a Caracas no sábado. A imprensa especulou sobre possível apoio da Rússia em caso de intervenção militar no país, mas, de acordo com fonte diplomática ouvida pela Sputnik, a visita está ligada a assinatura de contratos na área de defesa.

Resultado de imagem para aviões russos na venezuela
Dois aviões russos chegam à Venezuela com uma centena de militares | El País

"Não, essas coisas não estão de forma alguma conectadas. Essa visita é sobre a discussão de contratos que foram concluídos muito antes da crise na Venezuela", disse a fonte, quando questionada sobre potencial apoio militar a Maduro.

A fonte disse ainda que a Rússia e a Venezuela não assinaram contratos para o fornecimento de sistemas de mísseis de defesa aérea S-300 para Caracas recentemente. Os sistemas foram entregues à Venezuela em 2013.

Segundo outra fonte ouvida pela Sputnik, a equipe russa planeja discutir questões relativas à indústria de defesa com homólogos venezuelanos. Após a chegada dos funcionários do Ministério da Defesa da Rússia em Caracas, a imprensa internacional reportou que a Venezuela havia implantado os sistemas S-300.

Aviao F-16D Fighting Falcon - HOBBYBOSS

Aviao F-16D Fighting Falcon - HOBBYBOSS

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas