Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Índia vai equipar Su-30MKIs com bombas israelenses de alta precisão

A Índia está equipando jatos Su-30MKI desenvolvidos pela Rússia com bombas israelenses guiadas por GPS SPICE-2000, usadas anteriormente pela Força Aérea Indiana (IAF) em um ataque aéreo contra um suposto campo de terroristas no Paquistão fim de fevereiro, informou a agência de notícias ANI.


Sputnik

No momento, apenas os jatos Mirage-2000 da IAF são capazes de transportar essas bombas. De acordo com a fonte ouvida pela agência, equipar os jatos Su-30MKI com bombas SPICE-2000 aumentará a capacidade de combate indiana no ar. A fonte acrescentou que a Força Aérea ainda precisa executar alguns testes adicionais para completar o processo.


SU-30MKI da Índia
Sukhoi Su-30 MKI | CC0

A Força Aérea Indiana realizou um ataque aéreo a um suposto campo do grupo terrorista Jaish-e-Mohammed (JeM) no Paquistão na semana passada, em resposta ao ataque mortal do grupo a um comboio de segurança que matou 40 militares em fevereiro. O ataque provocou uma resposta da Força Aérea do Paquistão (PAF), que derrubou dois MiG-21 indianos e capturou seus pilotos.

O incidente levou a uma escalada nas tensões entre os dois Estados, mas a situação foi parcialmente aliviada em 1º de março, quando o Paquistão liberou um dos pilotos como um "gesto de paz".

Nova Delhi insiste que o Paquistão abriga terroristas que estão conduzindo ataques contra militares indianos. Islamabad nega as acusações. Para reforçar publicamente o inconformismo com atividades terroristas, autoridades paquistanesas prenderam pelo menos 44 membros do Jaish-e-Mohammed, incluindo algumas de suas principais lideranças como Mufti Abdul Raoof e Hamad Azhar.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas