Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Kim pode mudar de ideia sobre dialogar com Trump, revela diplomata norte-coreana

A vice-ministra de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Choi Sun-hee, não descarta a possibilidade de que o líder norte-coreano Kim Jong-un possa mudar de ideia sobre as negociações de desnuclearização com os Estados Unidos, informou a mídia sul-coreana nesta sexta-feira.


Sputnik

Choi afirmou em uma entrevista à agência de notícias Yonhap e outros meios de comunicação sul-coreanos que ela tinha "o presidente Kim estava mudando gradualmente sua opinião" sobre manter um diálogo com Washington.


O líder norte-coreano Kim Jong-un durante seu encontro com o presidente dos EUA Donald Trump
Kim Jong-un © REUTERS / Leah Millis

A diplomata ressaltou, no entanto, que era sua opinião pessoal.

Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se encontraram na capital vietnamita, Hanói, no começo da semana, para sua segunda cúpula sobre a desnuclearização da península coreana, que terminou sem acordo.

Após a cúpula de Hanói, Trump disse que decidiu abandonar a reunião depois que o líder norte-coreano exigiu alívio total das sanções antes da desnuclearização.

Enquanto isso, o ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, declarou que após a cúpula a Coreia do Norte fez propostas realistas, incluindo o desmantelamento de seu complexo nuclear de Yongbyon, em troca de um levantamento parcial das sanções.

Os dois países deixaram em aberto a possibilidade de uma terceira cúpula, porém não há qualquer prazo para que isso ocorra no futuro.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas