Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Pentágono vai investigar chefe do Departamento de Defesa dos EUA por suposto favorecimento à Boeing

Investigação ocorre em meio a crise na Boeing após segunda queda de aeronave modelo 737 MAX 8 em cinco meses.


Por G1

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos vai investigar o próprio chefe, Patrick Shanahan – que está na função interinamente –, por supostamente ter favorecido a fabricante de aviões Boeing no exercício do cargo.

Chefe do Pentágono, Patrick Shanahan, em foto de arquivo — Foto: François Walschaerts/AFP
Chefe do Pentágono, Patrick Shanahan, em foto de arquivo — Foto: François Walschaerts/AFP

O Pentágono vai investigar se Shanahan privilegiou a Boeing sobre outras montadoras norte-americanas em conversas com servidores do órgão. Segundo a agência Reuters, ele trabalhou na empresa por mais de 30 anos, e inclusive presidiu o braço militar da fabricante.

"Shanahan supostamente elogiou a Boeing nas discussões sobre contratos, dizendo que a Boeing poderia ter feito muito melhor do que sua concorrente, a Lockheed Martin", disse a ONG Cidadãos por Responsabilidade e Ética em Washington, que denunciou o chefe do Pentágono.

Por enquanto, não há nenhum indício de que essa investigação esteja relacionada com a queda de dois aviões da Boeing em cerca de cinco meses. Aeronaves do modelo 737 MAX estão impedidas de decolar após inspetores encontrarem semelhanças entre o acidente do voo da Ethiopian Airlines, em 10 de março, com o desastre da Lion Air, em outubro de 2018. Os dois equipamentos eram idênticos.

Segundo a agência France Presse, o porta-voz do Pentágono, Tom Crosson, disse em comunicado que Shanahan "elogiou" a investigação.

"O secretário interino, Shanahan, estava comprometido em todos os momentos em cumprir seu acordo ético", acrescentou.
Investigação criminal

A investigação, anunciada nesta quarta-feira (20), vem ao mesmo tempo que outros órgãos do governo norte-americano iniciam inquéritos criminais para apurar falhas na liberação do Boeing 737 MAX. Duas aeronaves do modelo caíram em cerca de cinco meses, o que levantou suspeitas sobre os procedimentos de segurança da montagem dos equipamentos.

Segundo a emissora CNN, o Departamento de Justiça já iniciou as intimações para a investigação criminal que vai apontar responsabilidade na queda dos aviões na Indonésia e na Etiópia. Os promotores querem saber como e por que o Boeing 737 MAX foi declarado seguro pela Autoridade Federal de Aviação norte-americana (FAA, na sigla em inglês) e pela própria fabricante.

O Departamento de Transportes dos Estados Unidos também vaiinvestigar o processo da FAA que aprovou o Boeing 737 MAX 8 para voos no país. No centro das investigações está o MCAS – sigla em inglês para Sistema de Aumento de Características de Manobra. A Boeing desenvolveu esse mecanismo especificamente para o 737 MAX 8 e para o 737 MAX 9.

Ao detectar perda de sustentação por causa de subida em ângulo muito vertical e sem velocidade, o sistema automaticamente move o estabilizador para puxar o nariz do avião para baixo. É uma forma de o MCAS evitar a estolagem – ou seja, quando o avião fica sem sustentação e cai. No caso da Indonésia, os investigadores descobriram que o MCAS começou a funcionar quando não deveria.

Ar-condicionado Split Gree 9.000 BTUs Frio - Eco Garden GWC09QA-D3NNB4D
Ar-condicionado Split Gree 9.000 BTUs Frio - Eco Garden GWC09QA-D3NNB4D 220V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas