Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Policiais israelenses teriam confrontado muçulmanos dentro do Monte do Templo (VIDEOS)

Nesta terça-feira (12), a polícia de Israel teria invadido o complexo do Monte do Templo em Jerusalém depois de um atentado com bomba ter atingido o local sagrado.


Sputnik

Manifestantes muçulmanos transformaram o local em uma mesquita improvisada e tiveram múltiplos confrontos com a polícia que tentou fechar o local nas semanas seguintes, relata Haaretz.


Polícia israelense prende palestino em frente ao Monte do Templo, em Jerusalém, 18 de fevereiro de 2019
© AP Photo/ Mahmoud Illean

Um posto policial perto da Cúpula da Rocha, no centro do Monte do Templo, foi alvo do bombardeio além de ser ponto de esporádicas tensões e violência.

Vários vídeos foram registrados mostrando confrontos diretos entre manifestantes e forças de segurança que tentam proteger a área.

O site de notícias Israel National News informou que um oficial teria sofrido os efeitos da inalação de fumaça após o ataque e uma pessoa foi presa em conexão com o ataque.

"Há pouco, uma bomba foi lançada em direção a uma posição policial no Monte do Templo", escreveu uma declaração policial.

O incidente acontece um mês após a reabertura do local sagrado, que ficou fechado durante 16 anos pelas autoridades israelenses. Relatos afirmam que o complexo pode ter servido como base para grupos associados ao Hamas.

O Monte do Templo, o lugar mais sacro do judaísmo, é conhecido como Esplanada das Mesquitas pelos muçulmanos e considerado por eles o terceiro lugar mais sagrado da sua religião.


Veja o vídeo 1 aqui

Veja o vídeo 2 aqui


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas