Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Publicado VÍDEO de encontro do destróier Donald Cook com fragata russa

A edição turca Aydinlik publicou imagens que mostram como ocorreu o “encontro” entre o destróier americano USS Donald Cook e a fragata russa Admiral Essen nas águas do estreito de Bósforo (Turquia).


Sputnik

As imagens divulgadas pela agência mostram que os navios passaram próximos um do outro, mas cada deles continuou seu caminho.


Resultado de imagem para ABD ve Rus savaş gemileri İstanbul Boğazı'nda karşılaştı

Mais cedo, internautas divulgaram nas redes sociais fotos do encontro da novíssima fragata russa com o destróier norte-americano.

Segundo os dados da edição RG, ambos os navios saíram do mar Negro.

O navio de guerra estadunidense visitou o porto ucraniano de Odessa. O presidente ucraniano Pyotr Poroshenko, o representante especial dos EUA para a Ucrânia Kurt Volker e outros altos responsáveis visitaram o USS Donald Cook. Na quarta-feira (27), o navio deixou o porto.

De acordo com o portal Strana.ua, o USS Donald Cook fez uma visita a essa região só para que o líder ucraniano pudesse falar sobre o "apoio americano no mar".

Vale destacar que esta é já a segunda passagem do destróier pelo mar Negro neste ano. No fim de janeiro, o USS Donald Cook passou cinco dias no porto de Batumi, Geórgia.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas