Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Terroristas realizam ataque químico na Síria: pelo menos 21 civis foram hospitalizados

Pelo menos 21 pessoas foram hospitalizadas na província síria de Hama com sintomas de envenenamento por gás após o bombardeio de militantes terroristas, informou a TV síria.


Sputnik

Um total de 21 pessoas foram levadas no hospital Al-Suqaylabiyah, em Hama, sofrendo de asfixia. Acredita-se que o mal-estar foi provocado pelo gás venenoso, disparado por militantes terroristas contra a cidade, informou a emissora Ikhbariya, citando fontes na direção do hospital.

Exército sírio liberta mais uma povoação perto de Hama
Hama, Síria © Sputnik

Síria vive uma guerra civil desde 2011, com as forças do governo lutando contra numerosos grupos de oposição e organizações militantes e terroristas.

As forças sírias na província de Hama frequentemente repelem os ataques dos militantes de Idlib, uma das últimas fortalezas dos combatentes antigoverno no país. No momento, a cidade é parte de uma zona desmilitarizada, negociada pelo presidente russo, Vladimir Putin, e seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, em setembro passado.

Diversos relatórios sobre o uso de armas químicas na Síria atribuem a responsabilidade dos ataques às autoridades sírias e ao grupo terrorista Daesh. Damasco, no entanto, refuta qualquer envolvimento nos incidentes, alegando que a completa eliminação do estoque de armas químicas do governo sírio foi confirmado pela OPAQ em janeiro de 2016.

Mixer Mallory Trikxer Inox 3 em 1 300W - com Copo

Mixer Mallory Trikxer Inox 3 em 1 300W - com Copo 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas