Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Trump diz que reconstrução de base de mísseis norte-coreana é decepcionante

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, classificou nesta quinta-feira como "decepcionante" o fato de a Coreia do Norte ter começado a reconstruir uma base de mísseis que estava sendo desabilitada e projetou que, daqui um ano, será possível saber se o diálogo com Kim Jong-un deu resultado.


EFE

Washington - Perguntado por um jornalista se estava decepcionado com os novos sinais de atividade nuclear na Coreia do Norte, Trump respondeu que as notícias divulgadas nos últimos dias eram "decepcionantes".


EFE/ Michael Reynolds
EFE/ Michael Reynolds

"Veremos em breve. Saberemos o que vai acontecer em cerca de um ano", projetou o presidente americano, que conversou com a imprensa antes de uma reunião com o primeiro-ministro da República Tcheca, Andrej Babis, no Salão Oval.

Ontem, fotos por satélite divulgadas pelo site "38north" e pelo Centro de Estudos Estratégicos Internacionais (CSIS), mostram que a Coreia do Norte começou a reconstruir a base de Sohae, no noroeste do país. As imagens mostram guindastes e veículos perto da plataforma de lançamento e na de teste de motores de mísseis.

A Coreia do Norte começou a desativar a base de Sohae em junho do ano passado, pouco depois da primeira cúpula entre Kim e Trump.

Apesar de o regime norte-coreano não ter se comprometido a desmantelar Sohae por escrito, Trump afirmou que o próprio Kim prometeu que desativaria a base. O gesto foi visto como uma pré-disposição para avançar na desnuclearização do país.

Não se sabe por que Kim decidiu reconstruir a estrutura nem a data exata que os trabalhos de reconstrução recomeçaram. No entanto, as imagens foram divulgadas depois do fracassado encontro entre Trump e Kim em Hanói, no Vietnã, que terminou sem acordo.

Os dois governos divulgaram versões diferentes sobre as propostas feitas na reunião, mas o encontro deixou claro que há grandes divergências entre as partes. Trump decidiu encerrar a cúpula de forma abrupta, mas a Casa Branca afirmou que o presidente planeja se encontrar outra vez com o líder norte-coreano em breve.

"O presidente está, obviamente, aberto a conversar outra vez. Veremos quando poderemos programar e como isso funcionária", afirmou em entrevista à "Fox News" o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas