Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Turquia revela quando S-400 russos começarão a ser instalados

A instalação dos sistemas russos de defesa antiaérea S-400 na Turquia será iniciada em outubro.


Sputnik

O ministro da Defesa da Turquia, Hulusi Akar, afirmou que "a instalação dos S-400 será iniciada em outubro e a Força Aérea está analisando em quais regiões é melhor instalá-los".


Sistema de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia
S-400 Triumph © Sputnik / Sergei Malgavko

O chefe da Defesa da Turquia reafirmou que a aquisição dos sistemas russos "não era uma preferência turca, mas uma medida necessária", adicionando que Turquia e EUA "continuam negociando possível fornecimento de sistemas de defesa antiaérea dos EUA, Patriot".

Anteriormente, o chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, afirmou que os EUA não têm o direito de tentar impedir que a Turquia compre os sistemas russos S-400.

Os EUA passaram meses fazendo lobby para que a Turquia abandonasse o acordo de compra dos S-400 com a Rússia. No mês passado, o Departamento de Estado aprovou a venda de sistemas de mísseis Patriot ao país, no valor de US$ 3,5 bilhões. Ancara respondeu dizendo que consideraria os Patriot, mas que isso não afetaria o contrato para compra dos S-400.

As autoridades dos EUA caracterizaram a possível implantação dos S-400 em áreas onde os caças F-35 estão programados a operar como "ameaça", presumivelmente porque o sistema permitiria que a Turquia testasse as capacidades dos sistemas furtivos dos F-35 quando comparados ao sistema de defesa aérea russo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas