Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Venezuela repudia sanções dos EUA contra Bandes e 4 importantes bancos do país

O governo venezuelano repudiou nesta sexta-feira (22) as sanções impostas pelo Departamento do Tesouro dos EUA contra instituições financeiras do país caribenho e afirma que elas afetam mais de 23 milhões de clientes.


Sputnik

"A República Bolivariana da Venezuela rejeita as medidas unilaterais, coercivas e ilegais anunciadas pelo governo supremacista dos EUA, que impactam o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela (Bandes) e quatro instituições financeiras importantes do país", escreveu no Twitter, o chanceler Jorge Arreaza.

Resultado de imagem para Banco de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela
Reprodução

O ministro das Relações Exteriores também compartilhou uma declaração oficial que afirma que "esta medida coercitiva ilegal afeta mais de 23.950.280 clientes dentro da República Bolivariana da Venezuela, ao mesmo tempo em que é direcionada aos principais bancos comerciais, o Banco da Venezuela e o Banco Bicentenário".

O comunicado do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos diz que as sanções foram aplicadas em resposta à prisão do chefe do gabinete de Juan Guaidó, Roberto Marrero, executada na quinta-feira (21) pelo governo de Nicolás Maduro.

Guaidó proclamou-se presidente interino da Venezuela em janeiro, e desde então os Estados Unidos o reconheceram como o líder legítimo do país sul-americano.

Banco Imobiliario - Brinquedos estrela
Banco Imobiliario - Brinquedos estrela

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas