Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Venezuela repudia sanções dos EUA contra Bandes e 4 importantes bancos do país

O governo venezuelano repudiou nesta sexta-feira (22) as sanções impostas pelo Departamento do Tesouro dos EUA contra instituições financeiras do país caribenho e afirma que elas afetam mais de 23 milhões de clientes.


Sputnik

"A República Bolivariana da Venezuela rejeita as medidas unilaterais, coercivas e ilegais anunciadas pelo governo supremacista dos EUA, que impactam o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela (Bandes) e quatro instituições financeiras importantes do país", escreveu no Twitter, o chanceler Jorge Arreaza.

Resultado de imagem para Banco de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela
Reprodução

O ministro das Relações Exteriores também compartilhou uma declaração oficial que afirma que "esta medida coercitiva ilegal afeta mais de 23.950.280 clientes dentro da República Bolivariana da Venezuela, ao mesmo tempo em que é direcionada aos principais bancos comerciais, o Banco da Venezuela e o Banco Bicentenário".

O comunicado do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos diz que as sanções foram aplicadas em resposta à prisão do chefe do gabinete de Juan Guaidó, Roberto Marrero, executada na quinta-feira (21) pelo governo de Nicolás Maduro.

Guaidó proclamou-se presidente interino da Venezuela em janeiro, e desde então os Estados Unidos o reconheceram como o líder legítimo do país sul-americano.

Banco Imobiliario - Brinquedos estrela
Banco Imobiliario - Brinquedos estrela

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas