Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Confrontos entre tropas de Haftar e Governo de União Nacional da Líbia: dezenas de mortos

Pelo menos 21 pessoas morreram em confrontos entre o Exército Nacional da Líbia (LNA), comandado pelo marechal Khalifa Hafter, e o Governo de Unidade Nacional da Líbia, anunciou o Ministério da Saúde do país.


Sputnik

"Segundo a Diretoria Operacional Central do Ministério da Saúde do Governo da Unidade Nacional, o número de mortos totaliza 21, o número dos feridos é de 27", diz nota da entidade.

Resultado de imagem para Exército Nacional da Líbia (LNA)
Reprodução

Além disso, o Governo de Unidade Nacional da Líbia anunciou o início da operação militar 'Ira Volcano' contra Haftar.

Tropas leais ao Governo de Unidade Nacional iniciaram uma operação militar armada contra o exército de Haftar depois que este iniciou um ataque aéreo contra Trípoli, no âmbito de sua ofensiva contra o governo, que começou esta semana.

Neste domingo, a missão da ONU na Líbia exigiu uma trégua de duas horas entre as partes do conflito para evacuar os feridos.

O LNA, comandado por Marshal Khalifa Hafter, se recusa a reconhecer o Governo de Unidade Nacional. O conflito entre as facções continua escalando apesar das conversações que Haftar e o primeiro-ministro líbio Fayez Sarraj, que lidera o Governo de União Nacional, apoiado pela ONU, realizaram em fevereiro. Durante as negociações, as partes concordaram em unir as instituições estatais e realizar eleições gerais no país até o final do ano.

Ar-Condicionado Portátil 10.000 BTUs TCL AP6018BR 110V

Ar-Condicionado Portátil 10.000 BTUs TCL AP6018BR 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas