Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Confrontos entre tropas de Haftar e Governo de União Nacional da Líbia: dezenas de mortos

Pelo menos 21 pessoas morreram em confrontos entre o Exército Nacional da Líbia (LNA), comandado pelo marechal Khalifa Hafter, e o Governo de Unidade Nacional da Líbia, anunciou o Ministério da Saúde do país.


Sputnik

"Segundo a Diretoria Operacional Central do Ministério da Saúde do Governo da Unidade Nacional, o número de mortos totaliza 21, o número dos feridos é de 27", diz nota da entidade.

Resultado de imagem para Exército Nacional da Líbia (LNA)
Reprodução

Além disso, o Governo de Unidade Nacional da Líbia anunciou o início da operação militar 'Ira Volcano' contra Haftar.

Tropas leais ao Governo de Unidade Nacional iniciaram uma operação militar armada contra o exército de Haftar depois que este iniciou um ataque aéreo contra Trípoli, no âmbito de sua ofensiva contra o governo, que começou esta semana.

Neste domingo, a missão da ONU na Líbia exigiu uma trégua de duas horas entre as partes do conflito para evacuar os feridos.

O LNA, comandado por Marshal Khalifa Hafter, se recusa a reconhecer o Governo de Unidade Nacional. O conflito entre as facções continua escalando apesar das conversações que Haftar e o primeiro-ministro líbio Fayez Sarraj, que lidera o Governo de União Nacional, apoiado pela ONU, realizaram em fevereiro. Durante as negociações, as partes concordaram em unir as instituições estatais e realizar eleições gerais no país até o final do ano.

Ar-Condicionado Portátil 10.000 BTUs TCL AP6018BR 110V

Ar-Condicionado Portátil 10.000 BTUs TCL AP6018BR 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas