Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

EUA alerta a China sobre navios não-militares hostis no Mar da China Meridional

O chefe da Marinha dos EUA alertou a China que o comportamento hostil de sua guarda costeira e barcos de pesca não será tratado de forma diferente dos navios da Marinha Chinesa, informou o Financial Times no domingo.


Poder Naval

Em entrevista ao FT, o almirante John Richardson disse que em janeiro disse ao vice-almirante chinês Shen Jinlong que Washington responderá aos atos agressivos desses navios não-navais da mesma forma que fez com a Marinha do Exército de Libertação Popular.

Pesqueiros chineses
Pesqueiros chineses

Isso porque navios não-navais foram usados ​​para ajudar Pequim a reivindicar suas ações no disputado Mar da China Meridional, segundo o jornal londrino.

“Deixei bem claro que a Marinha dos EUA não será coagida e continuará a conduzir operações de rotina e legais em todo o mundo”, disse Richardson ao jornal.

O alerta da Marinha dos EUA ocorre quando a China depende cada vez mais de sua guarda costeira e da milícia marítima – ou de trabalhadores da indústria naval treinados ao lado de sua marinha – para expandir sua presença militar na região.

De acordo com um relatório de 2018 do Pentágono, a milícia marítima de Pequim é a única no mundo que foi sancionada pelo governo, e “desempenha um papel importante em atividades coercivas para alcançar os objetivos políticos da China sem lutar”.

Os navios não-navais teriam perseguido e disparado canhões de água em navios de pesca do Vietnã e das Filipinas.

A China disputou reivindicações territoriais no Mar do Sul da China com o Vietnã, Taiwan, Malásia, Filipinas e Brunei. Enquanto o conflito continua sem solução, a hidrovia surgiu como um ponto de inflamação nas relações EUA-China nos últimos anos.

No domingo, os militares dos EUA disseram que dois de seus navios de guerra navegaram pelo Estreito de Taiwan – que separa a China continental da ilha de Taiwan, informou a Reuters. Pequim considera Taiwan como uma província renegada sob sua Política de Uma China, e se opõe a outros países que buscam relações diplomáticas com a ilha autônoma.

FONTE: CNBC/Financial Times

Tanquinho 12Kg Colormaq - LCB12 Semiautomático Lava Edredom

Tanquinho 12Kg Colormaq - LCB12 Semiautomático Lava Edredom 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas