Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

EUA deixam sem resposta proposta russa de 'nunca desencadear' guerra nuclear

A Rússia propôs aos Estados Unidos firmar um acordo que poderia prevenir uma guerra nuclear, mas não recebeu qualquer resposta, escreve a mídia russa, citando suas fontes.


Sputnik

De acordo com o jornal Kommersant, Moscou entregou a Washington o documento preliminar em outubro de 2018. Nele observa-se que não pode haver vencedores em uma guerra nuclear, portanto "esta nunca deve ser desencadeada".

Bombardeiro estratégico B-52 da Força Aérea dos EUA
B-52 Stratofortress © Boeing

Nessa conexão, Moscou propôs especificar todas as medidas necessárias para evitar o uso intencional ou acidental de armas nucleares. Segundo indica o jornal, Rússia estava esperando a resposta da parte americana durante seis meses.

Ao mesmo tempo, a porta-voz da embaixada dos EUA na Rússia afirmou que Washington "continua comprometido com o controle efetivo de armas".

Em 2 de fevereiro, os Estados Unidos suspenderam formalmente suas obrigações quanto ao Tratado INF e acionaram o processo de retirada no prazo de seis meses. Washington disse que encerraria este procedimento se a Rússia concordasse em cumprir o pacto.

Moscou também suspendeu sua participação no tratado, com o presidente russo Vladimir Putin instruindo as autoridades do país a não iniciarem nenhuma nova negociação com Washington sobre o assunto. Putin, no entanto, ressaltou que todas as propostas anteriores da Rússia permanecem sobre a mesa.

Em outubro, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a intenção de seu país de se retirar do Tratado INF devido às supostas violações do acordo pela Rússia. Moscou refutou as acusações, acrescentando que os EUA violaram eles próprios o tratado.

Bombinha De Tirar Leite Manual Pétala Philips

Bombinha De Tirar Leite Manual Pétala Philips

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas