Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

EUA retiram contingente da Líbia por motivos de segurança (VÍDEO)

O Comando dos EUA para a África (AFRICOM) transferiu temporariamente o contingente na Líbia devido a questões de segurança.


Sputnik

"O contingente das Forças Armadas dos EUA, que apoia o AFRICOM, é transferido temporariamente da Líbia devido à deterioração das condições de segurança na área", lê-se na conta oficial do comando.


Militares dos EUA abandonando a Líbia, 7 de abril de 2019
Militares dos EUA abandonando a Líbia © AP Photo / Mohammed Omar Aburas

"Continuaremos acompanhando a situação no terreno e avaliando a viabilidade de retomar a presença militar dos EUA, de acordo com as circunstâncias", indica o comando.

De acordo com o chefe do comando, Thomas Waldhauser, a decisão está relacionada com o fato de a situação na Líbia ter ficado cada vez mais "complexa e imprevisível".

Na semana passada, o Exército Nacional da Líbia (LNA), comandado pelo marechal Khalifa Haftar, iniciou uma ofensiva rumo a Trípoli para a "libertar dos terroristas".

Segundo fontes da Sputnik no LNA, o exército tomou o controle sem entrar em combates sobre várias regiões a sudoeste de Trípoli, bem como sobre o aeroporto internacional e a cidade de Sorman, ao sul da capital.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse que os EUA exigem que as forças do LNA parem imediatamente a ofensiva contra a cidade de Trípoli.



Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas