Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Mídia: Israel possui arma capaz de 'enganar' mísseis russos S-300 na Síria

Israel desenvolveu novos mísseis ar-ar supersônicos Rampage, supostamente capazes de voar fora do alcance dos sistemas russos S-300 existentes na Síria, escreve a revista alemã.


Sputnik

De acordo com o jornalista da Telepolis, Florian Rotzer, os militares israelenses usaram os novos mísseis na semana passada no decurso de um ataque aéreo na província síria de Hama.

Resultado de imagem para rampage missile
Rampage | Reprodução

Na opinião do autor, Israel vê esses mísseis como uma consequência da implantação dos complexos S-300 russos na Síria, que podem representar ameaça para os caças israelenses.

De acordo com o jornalista, esses mísseis representam a "resposta" de Israel, pois são supostamente capazes de "enganar" as defesas aéreas russas.

O autor acrescenta que os mísseis Rampage, desenvolvidos pelas empresas israelenses IMS (Israel Military Industries) e IAI (Israel Aerospace Industries), foram apresentados em junho do ano passado. Um míssil possui 4,5 metros de comprimento, pesa 570 quilogramas e tem um alcance de até 150 quilômetros.

Note-se que os mísseis são projetados especialmente para atacar alvos que são bem protegidos por sistemas de defesa antiaérea, bem como para destruir bunkers subterrâneos. Além disso, o míssil porta duas ogivas que podem explodir alternadamente.

Em conclusão, Retzer enfatiza que agora a Rússia terá que mostrar a eficácia dos seus complexos S-400, que, segundo ele, já estão implantados na Síria para proteger as bases russas.

Anteriormente, o comandante das Forças de Defesa de Israel (IDF) afirmou que seus militares não vão hesitar em "eliminar a ameaça" e destruirão os mísseis russos S-300 se a Síria os usar contra caças israelenses.

Os militares russos entregaram os sistemas S-300 à Síria após um incidente no qual a defesa antiaérea síria abateu acidentalmente um avião militar Il-20 russo com 15 militares a bordo sobre a província de Latakia enquanto tentava repelir um ataque aéreo israelense.

Na esteira do incidente, Moscou acusou as IDF de usarem deliberadamente a aeronave russa como escudo durante o ataque a alvos na Síria. Tel Aviv rejeitou as acusações, alegando que havia avisado Moscou sobre o ataque aéreo com antecedência.

Ar-condicionado Portátil Delonghi 12000 BTUs Frio - PAC AN com Controle Remoto

Ar-condicionado Portátil Delonghi 12000 BTUs Frio - PAC AN com Controle Remoto 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas