Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

'Monstro' polivalente: National Interest avalia versão modernizada do caça MiG-29 russo

O analista militar Mark Episkopos avalia as capacidades dos caças russos MiG-29, chamando-os de "monstros" por poderem realizar um vasto leque de tarefas.


Sputnik

Em seu artigo para a revista The National Interest, o analista militar Mark Episkopos sublinha que os MiG-29 podem realizar um vasto leque de tarefas e são fáceis de ser modernizados, o que os transforma em "monstros" polivalentes.


Caça multifuncional MiG-29 durante voo de treinamento
MiG-29 © Sputnik / Pavel Lvov

O especialista militar analisou o vídeo das manobras recentemente realizadas no polígono de Ashuluk, na região russa de Astrakhan, publicado pelo Ministério da Defesa russo.

Durante as manobras, a versão modernizada do caça, MiG-29STM, mostrou sua supremacia em vários aspetos de combate contra um inimigo convencional, como a patrulha e apoio de fogo de forças terrestres. Durante as manobras em Astrakhan o avião destruiu colunas de veículos blindados de "terroristas internacionais".

A versão modernizada do caça tem capacidades aperfeiçoadas no que se refere a ataques terrestres, podendo ser equipada com um conjunto alargado de mísseis ar-terra e antinavio Kh-29, Kh-31 e Kh-25, bem como outras atualizações da aviônica, o que inclui mais ferramentas de ECM (contramedidas eletrônicas), para além de um novo conjunto de antenas mais adequado para a detecção de alvos terrestres.

O analista sublinha que o MiG-29 foi desenvolvido na década de 1970 como resposta soviética ao F-16 dos EUA e gradualmente se transformou em um avião polivalente equipado tanto com armas de classe ar-terra e como com mísseis antinavio.

O avião realizou seu primeiro voo em outubro de 1977 e, já em 1983, os MiG-29 começaram a ser entregues à base aérea de Kubinka, região de Moscou.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas