Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Navios russos estão monitorando destróier dos EUA no mar Negro

Navios russos estão fiscalizando a atividade do destróier da Marinha norte-americana Ross que entrou no mar Negro, declarou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

Vale destacar que os sistemas radiotécnicos costeiros russos começaram a controlar o navio USS Ross quando ele entrou nessa área marítima. Também o navio de patrulha Vasily Bykov e o navio de reconhecimento Ivan Khurs estão monitorando a atividade do destróier estadunidense.

Resultado de imagem para Vasily Bykov
Navio de patrulha Vasily Bykov | Reprodução

Nos últimos anos a Rússia tem enfrentado uma atividade sem precedentes da OTAN perto de suas fronteiras. A aliança considera isso de "contenção da agressão russa". Contudo, o Kremlin frisou que Moscou não ameaça outros países, mas não deixará sem resposta as ações perigosas para seus interesses.

No início de abril os países da OTAN acordaram medidas de apoio à Ucrânia e à Geórgia no mar Negro. O documento, aprovado na sua reunião em Washington, prevê exercícios militares, troca de informação e entradas em portos da área marítima do mar Negro.

A chancelaria russa declarou que o aumento da atividade da OTAN ameaça a estabilidade regional e prometeu reagir de "maneira apropriada".

Galeao Mayflower - HELLER

Galeao Mayflower - HELLER

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas