Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Navios russos estão monitorando destróier dos EUA no mar Negro

Navios russos estão fiscalizando a atividade do destróier da Marinha norte-americana Ross que entrou no mar Negro, declarou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

Vale destacar que os sistemas radiotécnicos costeiros russos começaram a controlar o navio USS Ross quando ele entrou nessa área marítima. Também o navio de patrulha Vasily Bykov e o navio de reconhecimento Ivan Khurs estão monitorando a atividade do destróier estadunidense.

Resultado de imagem para Vasily Bykov
Navio de patrulha Vasily Bykov | Reprodução

Nos últimos anos a Rússia tem enfrentado uma atividade sem precedentes da OTAN perto de suas fronteiras. A aliança considera isso de "contenção da agressão russa". Contudo, o Kremlin frisou que Moscou não ameaça outros países, mas não deixará sem resposta as ações perigosas para seus interesses.

No início de abril os países da OTAN acordaram medidas de apoio à Ucrânia e à Geórgia no mar Negro. O documento, aprovado na sua reunião em Washington, prevê exercícios militares, troca de informação e entradas em portos da área marítima do mar Negro.

A chancelaria russa declarou que o aumento da atividade da OTAN ameaça a estabilidade regional e prometeu reagir de "maneira apropriada".

Galeao Mayflower - HELLER

Galeao Mayflower - HELLER

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas