Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Poderia compra de sistemas S-400 russos pela Turquia ser pretexto para sua saída da OTAN?

A compra pela Turquia de sistemas de defesa antiaérea S-400 russos não poderia levar à expulsão de Ancara da OTAN, dizem especialistas turcos.


Sputnik

"Não creio que o acordo dos S-400 seja uma razão para a exclusão da Turquia da OTAN", disse Huseyin Alptekin, investigador do programa estratégico da Fundação para a Investigação Política, Econômica e Social (SETA), nas margens da reunião do Clube Valdai de Discussões Internacionais.

Sistema de mísseis S-400
S-400 Triumph © Sputnik / Igor Zarembo

Ao mesmo tempo, Enes Bayrakli, diretor do Programa de Estudos Europeus da SETA, destacou que ninguém, nem na OTAN nem na Turquia, leva a sério as especulações sobre uma possível retirada de Ancara da aliança por causa da compra dos S-400.

"A contribuição da Turquia para a OTAN é insubstituível, a OTAN seria algo completamente diferente se a Turquia deixasse a organização. Não substituiriam a Turquia por ninguém. Para eles, o dano seria enorme", ressaltou o especialista.

Hasan Basri Yalcin, diretor do programa de investigação estratégica da SETA, salientou que a Turquia é "um fornecedor de segurança fiável para a OTAN", mas Ancara não quer tornar-se "um satélite da OTAN". "Para a Turquia é inaceitável", adicionou o especialista.

O vice-ministro russo das Relações Exteriores, Aleksandr Grushko, declarou que os Estados Unidos, ao exigirem que a Turquia renuncie aos sistemas antiaéreos russos S-400, estão perseguindo um interesse econômico "óbvio".

"A pressão que os Estados Unidos exercem sobre a Turquia não surpreende… Estão perseguindo um interesse econômico evidente ", disse Grushko em uma coletiva de imprensa.

Grushko salientou que os EUA estão muito interessados em que a Turquia e os outros aliados comprem exclusivamente armas americanas, e é por isso que exigem que aumentem os seus orçamentos militares em 2%.

"Se esta demanda norte-americana for atendida", explicou o diplomata, "o orçamento da OTAN alcançaria o valor astronômico de US$ 400 bilhões (R$ 1,5 trilhões), dos quais US$ 100 bilhões (R$ 385 bilhões) teriam de ser usados para a compra de armamento americano."

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, declarou em 3 de abril que a compra pela Turquia dos sistemas antiaéreos S-400 russos causa grande preocupação nos EUA e representa uma ameaça à unidade da OTAN. Além disso, ele instou a Turquia a fazer uma escolha: continuar a ser um parceiro importante da aliança ou comprometer a sua segurança tomando decisões "imprudentes" e "minando" a OTAN.

Relógio Masculino Diesel Analógico DZ4281/OAN Aço com fundo azul

Relógio Masculino Diesel Analógico DZ4281/OAN Aço com fundo azul

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas