Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Síria não exclui opção militar para reaver Colinas de Golã

A Síria tem o direito de reaver de qualquer maneira as Colinas de Golã, ocupadas por Israel, não excluindo os métodos militares, disse em uma entrevista à Sputnik o diretor do departamento de Golã do Gabinete de Ministros da Síria, Midhat Saleh.


Sputnik

"As Colinas de Golã são parte integrante do território sírio. Temos o direito de reaver essas terras a qualquer momento e de qualquer maneira que considerarmos apropriado. Na minha opinião, a única linguagem que Israel compreende é a linguagem da força e da resistência. Israel sairá dos territórios árabes apenas sob pressão das forças de resistência", disse Saleh.

Exército da Síria
© Sputnik / Morad Saeed

"Estamos agora em guerra com Israel, e temos esse direito porque Israel não reconhece as resoluções internacionais e as resoluções do Conselho da Segurança da ONU, e os EUA apoiam Israel nesse aspecto, temos o direito de reaver as Colinas de Golã da forma mais apropriada para nós, incluindo a guerra ou a resistência popular. É um direito nosso, garantido por resoluções internacionais", adicionou ele.

Segundo Saleh, a Síria espera que a comunidade internacional seja capaz de acabar com a ocupação das Colinas de Golã, mas há mais de 50 anos que todas as decisões e resoluções não saem do papel.

O ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem, disse em 4 de abril que a Síria não descarta uma solução militar para as Colinas de Golã ocupadas, mas que agora a prioridade da Síria é a luta contra o terrorismo. Recentemente, em uma reunião com o primeiro-ministro israelense, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma declaração reconhecendo a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã.

Como resultado da Guerra dos Seis Dias de 1967, Israel ocupou as Colinas de Golã (pertencentes então à Síria) e anexou unilateralmente este território em 1981.

A soberania deste território continua sendo o principal objeto de conflito entre Israel e a Síria, tendo havido tentativas de resolvê-lo ainda antes do início da guerra civil na Síria.

Ar Condicionado Split Cassete Elgin Eco 360 18.000 BTUs Só Frio 220V Monofásico

Ar Condicionado Split Cassete Elgin Eco 360 18.000 BTUs Só Frio 220V Monofásico

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas