Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Turquia diz que Netanyahu é "irresponsável" por querer anexar Cisjordânia

Ministro das Relações Exteriores disse que a Cisjordânia era território palestino e que ocupação de Israel violava a lei internacional.


Reuters

A Turquia chamou de irresponsável o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, neste domingo (7), por afirmar que anexaria os assentamentos israelenses na Cisjordânia ocupada caso vença a eleição na próxima terça-feira.

Mevlüt Cavusoglu criticou Israel — Foto: Burhan Ozbilici/AP Photo
Mevlüt Cavusoglu criticou Israel — Foto: Burhan Ozbilici/AP Photo

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse que a Cisjordânia, ocupada por Israel na guerra de 1967 do Oriente Médio, era território palestino e que a ocupação de Israel violava a lei internacional.

"A declaração irresponsável do primeiro-ministro Netanyahu de buscar votos pouco antes das eleições gerais de Israel não pode e não vai mudar esse fato", tuitou Cavusoglu.

Netanyahu, questionado por que ele não declarou soberania israelense sobre os grandes assentamentos na Cisjordânia como Israel já fez anteriormente com as colinas ocupadas de Golã e em Jerusalém Oriental, disse que já estava discutindo a manobra.

"Vou estender a soberania (israelense) e não faço distinção entre os blocos de assentamentos e os assentamentos isolados", disse ele ao Canal 12 de Israel neste sábado.

Líderes palestinos reagiram com raiva, culpando o que disseram ser um fracasso das potências mundiais em defender o direito internacional.

O porta-voz do presidente turco, Tayyip Erdogan, fez eco a essas acusações no domingo. "As democracias ocidentais reagirão ou vão continuar apaziguando? Que vergonha para todos!", tuitou Ibrahim Kalin.

Os palestinos e muitos países consideram os assentamentos israelenses ilegais sob as convenções de Genebra que impedem a colonização de terras capturadas na guerra. Israel contesta isso, citando as necessidades de segurança e conexões bíblicas, históricas e políticas com a terra.

Tanquinho 12Kg Colormaq - LCB12 Semiautomático Lava Edredom

Tanquinho 12Kg Colormaq - LCB12 Semiautomático Lava Edredom 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas