Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Turquia pode comprar o caça russo Su-35 se EUA não liberarem o F-35

Washington arrisca perder o mercado de armas turco se continuar atrasando a entrega dos F-35s acordados com Ancara, já que a Turquia pode simplesmente passar a comprar aviões de combate da Rússia, segundo a agência russa RT.


Poder Aéreo

“Se os EUA não enviarem os jatos para a Turquia, Ancara certamente poderá comprar os Su-35 da Rússia”, disse Viktor Litovkin, analista militar da agência de notícias russa Tass.

Sukhoi Su-35
Sukhoi Su-35

Ambas as aeronaves têm características comparáveis, disse Litovkin, acrescentando que Moscou não correria o risco de sofrer vazamento de tecnologia militar sensível, porque o software do jato é difícil de decifrar. Também não exigiria muito esforço para integrar os aviões aos militares turcos.

Políticos em Washington têm tentado pressionar a Turquia da OTAN a abandonar o acordo de compra sistemas de defesa antimísseis S-400 de Moscou. Esta semana, senadores dos EUA apresentaram um projeto de lei pedindo a proibição da transferência de 100 caças F-35, previamente acordados com a Turquia, a menos que ela garanta que não comprará armas da Rússia. A entrega dos aviões feitos pelos EUA já foi efetivamente bloqueada pelo Senado no ano passado.

Enquanto isso, a liderança turca defende fortemente seu direito de comprar armas de quem quisesse e repetidamente reafirmou que manterá o contrato do S-400.

As tentativas de pressionar Ancara são “um sinal de concorrência desleal” que os EUA empregam para “forçar” a venda de seu próprio sistema antimísseis de defesa antimísseis, o MIM-104 Patriot PAC 3, disse Litovkin. Ele acredita que Washington provavelmente continuará a chantagear seu aliado pelo tempo que puder, mas em algum momento será forçado a conceder e entregar os jatos prometidos à Turquia.

FONTE: RT.com

Avião PT 19B Fairchild - FAB - GIIC

Avião PT 19B Fairchild - FAB - GIIC

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas