Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Canadá recua e muda condições de proposta dos F-35

O governo canadense pretende permitir uma "abordagem flexível" quanto aos benefícios industriais para o novo programa de caças, o que pode facilitar uma proposta da Lockheed Martin e do governo norte-americano quanto ao projeto dos novos caças.


Sputnik

A nova abordagem canadense surge após a ameaça da administração do presidente norte-americano, Donald Trump, de retirar o F-35 da competição para substituir os caças CF-18 da Força Aérea Real do Canadá, segundo o portal Ottawa Citizen.

Caças norte-americanos F-35A Lightning II durante um voo de treinamento
© Foto: Public Domain/Sgt. Andrew Lee da Força Aérea dos EUA

Caso o Canadá insistisse na ideia de que os benefícios industriais e tecnológicos deveriam envolver um investimento de US$ 19 bilhões (R$ 75 bilhões) para uma nova frota de caças, então a Lockheed Martin ficaria de fora da disputa, observou o governo norte-americano.

Isso porque o Canadá, como parceiro do programa F-35, não pode exigir à Lockheed Martin que atenda aos benefícios industriais específicos para uma eventual licitação canadense, ou seja, as nações parceiras estão proibidas de imporem requisitos sobre benefícios industriais.

O governo norte-americano também ressalta que as empresas canadenses ganharam aproximadamente US$ 1,3 bilhões (R$ 5 bilhões) pelo trabalho prestado no desenvolvimento de componentes do F-35.

Dessa maneira, os EUA afirmam que não podem participar de uma licitação caso haja requisitos sobre determinados benefícios industriais.

Estojo Para Lente Objetiva Tipo  18-55mm F/35 - 9 X 9cm (lxa) - Lowepro - Lp36302

Estojo Para Lente Objetiva Tipo 18-55mm F/35 - 9 X 9cm (lxa) - Lowepro - Lp36302

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas