Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Donald Trump anuncia novas sanções ao Irã em meio a crise sobre pacto nuclear

Medida afeta setores da mineração que respondem por 10% das exportações do país. Tensão entre EUA e Irã aumentou desde que o governo iraniano anunciou retomada, em parte, do programa nuclear.


Por G1

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (8) sanções impostas ao setores de ferro, aço, alumínio e cobre do Irã. De acordo com a Casa Branca, essas áreas representam cerca de 10% das exportações iranianas.


Donald Trump participa de evento com a mulher, Melania, na terça-feira (7) — Foto: Clodagh Kilcoyne/Reuters
Donald Trump participa de evento com a mulher, Melania, na terça-feira (7) — Foto: Clodagh Kilcoyne/Reuters

A medida vem em meio ao acirramento das tensões entre a Trump e o governo de Hassan Rohani, principalmente depois de o Irã admitir a retomada, em parte, do programa nuclear.

Em comunicado, a Casa Branca afirmou que novas sanções ou outras medidas podem ser impostas caso o Irã "não mude de comportamento".

Irã reduz compromissos nucleares

Pela manhã, o Irã confirmou as expectativas e anunciou que deixará de aplicar alguns compromissos do acordo internacional firmado em 2015 sobre o programa nuclear iraniano. No ano passado, Donald Trump retirou, unilateralmente, os EUA do pacto.

Em discurso transmitido pela TV, o presidente iraniano, Hassan Rohani, reduziria seus "compromissos" com o acordo, mas não se retiraria totalmente. Ele deu aos demais signatários do pacto (Reino Unido, França, Alemanha, China e Rússia) 60 dias para cumprir as exigências, como a suspensão de obstáculos às transações com o sistema bancário iraniano e à venda de petróleo.

Os Estados Unidos, prevendo a manobra iraniana, enviaram na segunda-feira porta-aviões e bombardeiros ao Golfo Pérsico em uma demonstração de força contra o regime do Irã.

Além disso, na terça-feira, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, visitou de surpresa a capital do Iraque, Bagdá. Ele se reuniu com lideranças iraquianas – o país é vizinho do Irã – e acusou o governo de Rohani de preparar "ataques iminentes" contra forças dos EUA.


Ar Condicionado Split Hi Wall Philco 9000 BTUs Frio 220V  PH9000TFM5

Ar Condicionado Split Hi Wall Philco 9000 BTUs Frio 220V PH9000TFM5

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas