Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Especialista sugere haver países da UE com aeródromos prontos para aviões 'nucleares' da OTAN

Aeródromos militares nos países bálticos e na Polônia estão preparados para receber aviões da OTAN, alerta especialista.


Sputnik

O analista Igor Korotchenko, editor-chefe da revista Natsionalnaya Oborona (Defesa Nacional), disse nesta terça-feira (14) que os aviões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) podem estar transportando armas nucleares táticas americanas com o objetivo de travar uma guerra nuclear limitada na parte europeia da Rússia.

Avião da OTAN efetuando um voo de reconhecimento sobre as águas neutrais do mar Báltico
© REUTERS / Wolfgang Rattay

"O Ministério das Relações Exteriores apenas constata a situação atual, que, evidentemente, é preocupante. Gostaria de enfatizar que os aeródromos militares capazes de receber a aviação tática da OTAN, incluindo aqueles com ogivas nucleares, foram preparados e reconstruídos no território dos países bálticos – Lituânia, Letônia e Estônia, bem como da Polônia", ressaltou.

Para Korotchenko, o Pentágono permite que uma guerra nuclear limitada na parte europeia da Rússia utilizando armas nucleares tácticas seja realizada.

"De acordo com a estratégia americana, isso não levará a um intercâmbio global de ataques nucleares em nível estratégico entre a Rússia e os Estados Unidos", explicou, adicionando que todos os últimos exercícios da OTAN, realizados perto das fronteiras russas, foram utilizados para realizar ataques nucleares táticos contra a Rússia.

Previamente, o diretor do Departamento de Não Proliferação e Controle de Armas do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Vladimir Ermakov, informou que a implantação de armas nucleares dos EUA na Europa é uma preparação para seu uso com a permissão dos próprios Estados não nucleares.

Países como Rússia, China, Irã e Coreia do Norte são considerados ameaças potenciais pela doutrina nuclear dos EUA adotada pelo governo do presidente Donald Trump, que prevê o desenvolvimento e a instalação de cargas nucleares de baixa potência.

Avião Rafale C Fighter - HOBBYBOSS

Avião Rafale C Fighter - HOBBYBOSS

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas