Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

FAB vende caças Mirage 2000 para a empresa francesa Procor

A Força Aérea Brasileira conseguiu finalmente vender 9 dos 11 caças Mirage 2000 desativados para a empresa francesa Procor.


Poder Aéreo

Segundo a Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington (CABW), os aviões foram vendidos por US$ 452 mil ou R$ 1,8 milhão.


De acordo com o edital da CABW, qualquer pessoa física ou jurídica poderia fazer lances pelas aeronaves, desde que cumprisse os requisitos. A venda também precisava ser aprovada pelo governo francês.

A cerimônia de desativação dos Mirage 2000C/B da FAB ocorreu no dia 20 de dezembro de 2013, no 1º Grupo de Defesa Aérea (1º GDA ou Esquadrão Jaguar) em Anápolis-GO.

O Mirage 2000 C/B foi a solução intermediária encontrada para substituir os velhos Mirage IIIBR, que prestaram bons serviços à FAB por mais de 30 anos.

Acredita-se que a empresa francesa Procor irá revisar os aviões e empregá-los como agressores a serviço das Forças Armadas francesas e de aliados, seguindo uma tendência mundial de terceirização desse tipo de atividade.

Aviao MIRAGE III DBR - FAB - ESCALA 1/32 - GIIC

Aviao MIRAGE III DBR - FAB - ESCALA 1/32 - GIIC

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas