Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Lançamento bem-sucedido do míssil BrahMos do caça Su-30 MKI

No dia 22 de maio, a Força Aérea Indiana (IAF) disparou com sucesso o míssil da versão ar-superfície do BrahMos da sua aeronave de combate Su-30 MKI. O lançamento da aeronave foi suave e o míssil seguiu a trajetória desejada antes de atingir diretamente o alvo terrestre.


Poder Aéreo

O míssil BrahMos, lançado do ar, é um míssil ar-superfície supersônico de 2,5 toneladas com alcance de cerca de 300 km, projetado e desenvolvido pela BAPL. A IAF tornou-se a primeira Força Aérea no mundo a disparar com sucesso um míssil de ataque à superfície desta categoria de Mach 2.8 contra um alvo marítimo em 22 de novembro de 2017. Este último foi o segundo lançamento real da arma.


A integração da arma na aeronave foi um processo muito complexo envolvendo modificações mecânicas, elétricas e de software. A IAF esteve envolvida na atividade desde o seu início. O desenvolvimento de software da aeronave foi realizado pelos engenheiros da IAF, enquanto a Hindustan Aeronautics Limited (HAL) realizou modificações mecânicas e elétricas na aeronave.

Os esforços dedicados e sinérgicos da IAF, DRDO, BAPL e HAL provaram a capacidade do país de realizar tais integrações complexas.

O lançamento pode ser realizado com sucesso com o apoio dedicado da Marinha Indiana, assegurando a disponibilidade de um grande número de navios de monitoramento para garantir o lançamento com segurança.

O míssil BrahMos fornece à Força Aérea Indiana uma capacidade muito desejada de atingir grandes distâncias em qualquer alvo no mar ou em terra com grande precisão de dia ou de noite e em todas as condições meteorológicas.

A capacidade do míssil, aliada ao desempenho superlativo da aeronave Su-30MKI, dá à IAF o alcance estratégico desejado.

FONTE: Ministério da Defesa da Índia

Índia na Ordem Global, A - Fgv

Índia na Ordem Global, A - Fgv

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas