Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Novo acordo dos EUA para Palestina prevê controle de Israel sobre Cisjordânia

O acordo de paz para o Oriente Médio que os EUA estão preparando prevê o estabelecimento da jurisdição de Israel sobe os seus assentamentos na Cisjordânia, escreve a mídia de Israel.


Sputnik

Espera-se que o acordo de paz para Israel e a Palestina seja apresentado no próximo mês. A administração do presidente norte-americano Donald Trump está envolvida na preparação do acordo há mais de dois anos. Entretanto, partes do projeto, envolto em sigilo, vazaram para a mídia e verificou-se que o acordo não será favorável para a Palestina. 

Assentamentos na Cisjordânia
Cisjordânia © AFP 2019 / THOMAS COEX

Segundo a informação revelada pelo Channel 12 no domingo (12), o acordo prevê a implementação do direito civil de Israel nos seus assentamentos localizados na Cisjordânia, o que está em contradição com o direito internacional.

Anteriormente, o jornal Israel Hayom publicou uma informação sobre o projeto do acordo de paz, em conformidade com o qual será estabelecido um Estado desmilitarizado designado "Nova Palestina", mas os assentamentos judaicos serão, de facto, anexados por Israel. Jerusalém deverá se tornar a capital partilhada entre os dois países.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que está prestes a tornar-se o líder israelense com mais tempo no poder após a sua reeleição no mês passado, fez da questão da soberania de Israel sobre as povoações judaicas da Cisjordânia um dos princípios fundamentais da sua campanha.

O presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, há muito que indicou que não assinará qualquer tratado que não ponha fim à ocupação de Israel e que não preveja a criação de um Estado Palestino com a capital em Jerusalém.

Aspirador de Pó e Água Wap 1400W  GTW 10 - FW005705

Aspirador de Pó e Água Wap 1400W GTW 10 - FW005705 110V

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas