Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Putin disse que vai comprar 76 caças Su-57 até 2028

“O programa de armas até 2028 planejava comprar 16 dessas aeronaves”, lembrou Putin. Segundo ele, depois de analisar a situação, o ministro da Defesa, Sergei Shoigu informou que os fabricantes reduziram o custo de aeronaves e armas em 20%, o que resultou na compra de mais aviões de combate dessa classe. “Nós concordamos que compraríamos no mesmo período de tempo 76 aeronaves sem aumentar o custo”, disse Putin.


Poder Aéreo

O chefe de Estado enfatizou que a indústria de defesa russa não fez nada parecido nos últimos quarenta anos em tal escala e em uma nova plataforma. Ele expressou a esperança de que os planos ajustados sejam executados. “Em um futuro próximo, será assinado um contrato para um fornecimento integrado de 76 caças, equipados com modernos meios de destruição e providos de infra-estrutura terrestre necessária”, disse o chefe de Estado.


O presidente lembrou que a indústria está se concentrando no desenvolvimento de aeronaves modernas, que determinam o potencial de combate da aviação militar russa para a próxima década. “Na fase final de testes estão os caças multimissão Su-35S e Su-57”, disse o líder russo, observando que suas características de combate são as melhores do mundo. Ele disse que até 2028 será necessário reequipar completamente os três regimentos de aviação da VKS com promissores complexos de aviação de quinta geração.

Putin também observou que em fevereiro de 2018, o bombardeiro Tu-160M ​​atualizado fez seu primeiro voo. Putin também pediu o aumento das capacidades de combate das aeronaves e helicópteros militares, com a ajuda de capacidades existentes e modernização efetiva. Segundo ele, o poder do caça interceptador MiG-31 aumentou significativamente, com base no promissor complexo de aviação Dagger, um míssil balístico hipersônico.

De acordo com o presidente, também é necessário atualizar consistentemente as lançadores de mísseis estratégicos Tu-95, Tu-160 e os bombardeiros de longo alcance Tu-22M. “Todos eles devem ser capazes de transportar os mais recentes mísseis de cruzeiro, assim como outros meios promissores de destruição”, concluiu Putin.

FONTE: TASS

Renato Russo - O Filho Da Revolucao - Edicao Revista E Ampliada - Planeta

Renato Russo - O Filho Da Revolucao - Edicao Revista E Ampliada - Planeta

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas